Nesses últimos dias tenho compartilhado com vocês uma tradução de um texto de Kelly Needham. Algumas ilustrações que ela faz acho muito importantes para nossa reflexão sobre qual é a nossa prioridade em relação aos nossos relacionamentos. Nesta edição, a última parte do seu testemunho:

Esse processo de abandonar meu ídolo do casamento, retornar ao meu primeiro amor e aprender a chamar Deus de “Marido” em vez de “Mestre” transformou poderosamente minha vida. Eu sou uma seguidora mais apaixonada por Jesus que não está sobrecarregada pelos comandos da Bíblia, mas em êxtase com eles e eu tenho uma visão mais saudável sobre casamento e relacionamentos.

O Senhor transformou-me tremendamente depois que eu retornei para Ele em setembro de 2005. Os meses seguintes a rendição da minha “vida amorosa” foram alguns dos momentos mais libertadores, estimulantes e alegres da minha vida! Eu me afundei no amor por Jesus como nunca antes e meu relacionamento com Ele se aprofundou por caminhos que eu nunca pensei serem possíveis. Em vez de sempre procurar por meu futuro marido, eu comecei a procurar por Deus e esperar que Ele se revelasse cada dia mais. Eu realmente nunca pensei sobre com quem ia me casar novamente. Eu entendi que Deus me mostraria o que fazer em cada situação.

Jimmy me pediu em namoro em novembro, cerca de dois meses mais tarde. Sei que muitas pessoas não acreditam em mim, mas durante esses meses, eu era tão apaixonada por Jesus que eu nunca tive um pensamento romântico sobre Jimmy. Eu estava tão focada e apaixonada por Jesus que eu não estava ciente de quaisquer outros sentimentos que poderiam estar acontecendo dentro de mim. Nem preciso dizer que a proposta de Jimmy me pegou de surpresa. Já tinha passado um tempo desde que eu tinha pensado em um cara dessa forma, e a única coisa que eu podia fazer quando Jimmy estava falando comigo foi: “Senhor, isso vem de você?  Por favor me diga se isso vem de você.”  E depois da oração foi o mais tremendo sentimento de paz e certeza de que eu tinha experimentado só de Deus. É como se Deus tivesse dito em voz alta para mim: “Eu quero que você viva com esse homem.” Então em novembro de 2005 nós começamos a namorar. Menos de 10 meses depois nós estávamos casados. Nosso casamento foi um tremendo e lindo presente de Deus. Ele tem abençoado minha vida de maneiras que eu nunca poderia explicar. Eu acredito que isso é tão lindo porque eu já estava completamente satisfeita no meu relacionamento com o Senhor, e assim meu relacionamento com Jimmy e nosso casamento começaram envoltos na glória de Deus, e em nenhuma outra mais. Em vez de encontrar realização em Jimmy, eu encontrei nele em presente incrível de Deus que sempre traz minha atenção para Jesus. Eu amo que o nosso Deus é um Deus ciumento. Ele anseia tanto por nosso afeto que Ele não nos dará nada que vai ameaçar o seu lugar em nossos corações. Quanto mais a gente deseja um cara, mais razões para Ele não nos dar isso porque nós somos tentados a ser mais satisfeitos com o cara do que com Deus.

Se você está desencorajado hoje porque Deus não trouxe “o cara” ainda, eu te desafio a parar de esperar em Deus que Ele te traga um cara e perceber que você é já uma noiva! Você é a noiva de Cristo! O título “noiva” sugere que há um casamento por vir.  Sem o casamento, não haveria noiva. Não deixe seu coração de distrair de Jesus, seu noivo. É fácil deixar os amantes menos importantes tomarem o Seu lugar, então esteja pronto para lançá-los sempre longe e seguir Jesus. Temos uma festa de casamento incrível pela frente: o dia que seremos unidos a Cristo. Ele é o nosso primeiro amor e ele está esperando para ouvi-la dia a dia. Seus pensamentos para você superam os grãos de areia e Ele numerou cada fio de cabelo da sua cabeça! O Senhor será fiel para dar a você a grande história de amor que você deseja, mas saiba que isso não será encontrado em um homem, mas em Jesus! Confie na promessa de Deus, pois aquele que prometeu é fiel (Hebreus 10.23).

Kelly e Jimmy Needham, agosto de 2006

Texto retirado do blog Confissões de Psicóloga.


Eu estou fazendo um curso grátis pela internet sobre Aprender a Empreender pelo Sebrae e estou gostando muito, pois além de me esclarecer muitas coisas que tinha dúvidas, ainda estou aprendendo muita coisa que não fazia a menor ideia que são passos muito importantes para empreender.

O legal é que não é um curso chato que você tem que ler um monte de coisa pra memorizar, o método de aprendizado dele é através de figuras, tipo uma história em quadrinhos e cada personagem e seus negócios tem relação um com o outro e conforme você vai avançando os módulos vai conhecendo melhor sobre Mercado, Finanças e Empreendedorismo.

Outra coisa boa é que dão certificado. Então não perca tempo, se você tem o desejo de abrir um negócio ou já é uma trabalhadora autônoma e quer aprender mais, aproveita e comece já a fazer o curso: EAD Sebrae-Cursos.

Bom, acho que já falei o bastante. Lá tem outras cursos também que você pode se interessar. Eu pretendo fazer todos! rs. 

Beijos,
Juliane Vieira.


Concordo que a tristeza é um sentimento nada agradável, mas quando fazemos boas escolhas tudo muda. Este blog surgiu quando eu estava numa situação bem triste, porém através desse sentimento Deus me mostrou como ser feliz mesmo quando tudo não anda muito bem e com isso tenho compartilhado com vocês o que tenho aprendido com Ele até hoje.

Vou contar pra você agora a história de uma mulher que também mudou sua história num momento de tristeza transformando sua dor em bênção. Ela se chama Ana, uma mulher casada que não podia gerar filhos, isso a entristecia bastante e para piorar a outra esposa de seu marido a provocava, pois ela já tinha dado bastante filhos ao seu esposo, enquanto Ana nada. Bom, neste momento de profunda angústia e tristeza Ana chorou na presença do Senhor, pediu um filho a Ele, fez um voto e Deus concedeu seu pedido.

A história de Ana é linda, depois ela teve mais 5 filhos, se quiser leia I Samuel capítulo 1 e capítulo 2 para conhecer melhor os detalhes do que aconteceu com ela. E o que podemos aprender é que se ela tivesse ignorado sua tristeza, com certeza não teria recebido a bênção de gerar 6 filhos!

Hoje as pessoas quando ficam tristes tentam abafar esse sentimento fugindo através da bebida, sexo, noitada, drogas, relacionamentos amorosos, vícios de jogos na internet e entre outros. Fugir pode parecer o mais fácil, mas as consequências são drásticas e ainda por cima não há uma mudança que contribua de verdade em suas vidas. Vira um ciclo de derrotas, a pessoa tenta levantar, no entanto quando acha que conseguiu ta na lama da tristeza novamente, isso porque a mudança foi apenas externa e não no seu interior.

A tristeza só não é ruim quando decidimos ter Jesus em nossas vidas, porque Ele nos trata, cura nossas feridas, nos dá esperança e melhor, Ele tem poder para fazer aquilo que parece impossível ser possível nas nossas vidas! E para isso basta ter fé nEle e permitir que Ele aja em nós trazendo uma transformação no nosso interior. Sem Ele, confesso que não conseguiria decidir ser feliz todos os dias, é Ele que me levanta quando penso em desistir e é o que me fortalece pra vencer as batalhas do dia a dia.

Você está triste agora? Faça a escolha certa, se renda a Jesus Cristo, faça uma oração, chore, fala para Ele tudo que está acontecendo na sua vida que está te deixando desta forma e com certeza a paz dEle te inundará. Espera no Senhor e busque conhecê-lo através da Bíblia, vá à igreja e veja como logo logo as coisas estarão bem diferentes dessa nuvem negra que hoje você está enxergando.

Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração. (Romanos 12:12)

Se precisar de nossa ajuda entre em contato conosco aqui.

Com amor,
Juliane Vieira.


Estava lendo a história de Sansão na Bíblia e pensei, que homem burro! Como pôde contar pra Dalila qual era o seu segredo de ser tão forte se ela deu tantos sinais de que estava traindo a sua confiança? Se quiser ler essa passagem é só ler Juízes 16:4-22.

Acho que houveram dois grandes fatores para a burrice de Sansão: A impaciência, já que ela insistia muito pra ele dizer seu segredo como prova de amor e o encantamento, porque ele estava realmente apaixonado por ela e por isso queria agradá-la de qualquer forma.

Pensando nisso, vi que o mesmo pode ter acontecido com muitas mulheres. Ao ler esse texto na Palavra você verá que dava para prever a traição de Dalila, pois ela enganou Sansão o tempo todo. Se você já sofreu por ter se enganado por alguém que confiava, provavelmente hoje você consegue ver que estava tudo nítido e só você não via né?!

Pois é... Depois queremos reclamar com o Senhor as nossas decepções, mas Ele sempre mostra antes com clareza no que estamos nos metendo, porém por estarmos encantadas e ansiosas para alcançar o que queremos, deixamos o mais importante de lado que é buscar a direção de Deus e permitimos que o nosso coração influencie as nossas decisões.

A solução para dor que fica é Jesus, falo por experiência própria. Ele tem poder para nos fazer superar nossas falhas, perdoar e sair da frustração vitoriosa. Seja feliz no Senhor e Ele trará a cura para suas feridas.

"Ele cura os que têm o coração partido e trata as suas feridas." (Salmo 147:3)

Então guarde bem o seu coração em Deus e siga sempre o que Ele te diz, pois mesmo que não pareça bom aos seus olhos, tenha certeza que é o melhor para você, afinal Ele nunca te enganará!

Um grande abraço,
Juliane Vieira.



Lembra da analogia de David e Jessica andando na praia? Posso lhe perguntar uma coisa? Você acha que David quer que Jessica faça o que o agrada só porque é isso que ela deveria fazer? Claro que não! Seria melhor para ela fazer o que o agrada porque ela o ama. Ninguém quer estar em um relacionamento onde o cônjuge está ali apenas para servi-los. Da mesma maneira, Deus está preocupado com os nossos motivos por que fazemos o que fazemos. Nós lemos a Palavra de Deus porque devemos ler ou porque amamos a Deus? Nós vamos à igreja ou passamos tempo em oração porque devemos ou porque nós amamos nosso Criador mais do que tudo? Se você faz essas coisas apenas porque “deve”, então eu gostaria de pedir-lhe para parar de fazê-las agora e pedir que Deus mude seu coração primeiro e lhe dê o verdadeiro amor por ele. Se você faz o que agrada a Deus sem amá-lo, você é apenas como um fariseu, e isso não é uma coisa boa.

Temos de aprender o que Jesus nos dá como nosso maior mandamento: “Ame o Senhor, seu Deus, com todo seu coração, com toda sua alma, com todo o seu entendimento, e com todas as suas forças.” (Marcos 12.30) Jesus disse para fazer isso e amar ao seu próximo como a si mesmo e “Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas” (Mateus 22:40). Todas as outras coisas, todos os outros comandos caem sob este! Se você é como eu, você tem sido ensinado ao contrário. Nós fomos ensinados como fazer muitas coisas que fazem parecer que estamos apaixonados por Deus e esperam que de alguma forma nos apaixonemos por Ele durante o processo. Em vez disso, vamos procurar a Deus com todo nosso coração, aprender sobre Ele, conhecê-lo, nos apaixonarmos por Ele, e NATURALMENTE nós vamos querer servi-lo, porque nós o amamos. Isso é liberdade! Liberdade das regras, liberdade da lei e liberdade para simplesmente estar apaixonado por Deus nosso Criador, nosso Salvador Jesus, e nosso Ajudador o Espírito Santo.

Mas esse conceito de estar apaixonado por Deus parece tão inatingível, não é? Como estar apaixonado por Deus de qualquer maneira? Aqui estão algumas coisas práticas que me ajudaram a me apaixonar pela pessoa de Deus. Honestamente, essas coisas parecem muito com o que você faria com um cara se você estivesse namorando ele. Eu oro para que elas te ajudem a aprofundar ainda mais o seu amor por Deus.

Seja honesto: É crucial ser honesto em seu relacionamento com Deus. Se o seu relacionamento com qualquer pessoa não é baseado em como você sente honestamente, ele nunca se aprofunda tanto. Isso significa que se você realmente não se importa muito com Deus, então fale para Ele. Se você quer se casar com alguém mais do que você quer saber mais sobre Deus, então fale para Ele. Se você é louco por Ele, fale para Ele! E não se envergonhe disso. Se isso significa passar algum tempo sozinho para gritar com Deus e chorar e perguntar a Ele por que algumas coisas são permitidas, você precisa fazer isso. Honestidade é enorme. Há muitas vezes que vou acordar e escrever no meu diário: “Deus, eu realmente não quero ler sua Palavra hoje ou passar tempo com você. Eu estou tão ocupada hoje, prefiro fazer outras coisas. Por favor, mude meu coração e me ajude a passar tempo com você.” É importante pedir a Deus para mudar seu coração. Se você não pedir, então Ele não tem porquê mudar você.

Registro em diário: Eu escrevo muito os meus pensamentos a Deus. Isso é o que você faria com um cara se você estivesse namorando e conhecendo ele: você contaria a ele o que está em seu coração. Então faça o mesmo com Deus. Eu realmente gosto de escrever porque isso me ajuda a não sonhar acordada enquanto estou orando e permanecer em um trem de pensamentos… semelhante ao que eu estava falando em voz alta para ele. (E às vezes eu falo em voz alta para Deus quando ninguém está por perto). Alguns dos meus melhores momentos com meu Pai celestial foi sentada com meu diário e escrevendo para Deus o que eu pensava sobre a vida, amor, amigos, caras, minhas lutas, minhas alegrias, e perguntando para Deus sobre Ele. E eu podia fazer uma pausa para simplesmente apreciar a beleza a minha volta e pensar sobre como Deus fez tudo o que eu via com suas próprias mãos.

Pense em Deus: Essa é uma coisa que fazemos com os garotos muito facilmente mas não com Deus. Nós pensamos nos garotos, vivemos pensando neles. Gaste algum tempo pensando sobre Deus, sobre como Ele é o Autor de quem você é, o Criador do mundo, aquele que te salvou da separação eterna. A razão de eu estar com medo dos conflitos é por causa dele, a razão de eu amar tocar violino é por causa dele, a razão de eu amar estar fora é por causa dele… Ele criou todos os meus prós e contras e é muito legal pensar sobre por que ele fez e por que Ele pensou que eu poderia ser a mais bonita para ele se ele me fez desse jeito. Pense sobre como Ele se importa tanto com você que enviou Jesus para morrer e fazer um caminho para você estar com Ele. Pense como ele tem ciúmes do seu amor. Se você puder reservar até mesmo 15 minutos por dia para apenas “sonhar acordada” com Deus, já é um bom começo.

Medite e memorize as escrituras: Um dos melhores caminhos para verdadeiramente conhecer o caráter de Deus e seus caminhos é memorizando as escrituras. Isso é muito poderoso! Se você conseguir achar alguns versículos que lembrem o quanto Deus se preocupa e ama você, então memorize-os ou escreva-os em cartões para levar em sua bolsa. Então você pode lê-los todas as vezes que se sentir sozinha, ou não-amada, ou como se precisasse de um cara, e peça pra Deus se fazer real para você nesse dia. Procure versículos que falem do caráter e da personalidade de Deus. Medite neles e tente entender o que significa dizer “Deus é amor” ou “Deus é santo e poderoso”. Essas são umas das minhas passagens favoritas: Salmos 77.13-15, 84, 89, 91, 139, Romanos 8.1, 1 Coríntios 2.9, 2 Coríntios 1.3-4, 12.9-10, Efésios 1.6-8, 2.4-9, Filipenses 3.7-9. Aprender sobre a Palavra de Deus é como aprender a linguagem de Deus. Quanto mais você souber, mais fácil é para Deus falar com você. Você sabe mais do seu “vocabulário”. Eu prometo que à medida que você começar a conhecê-lo, você vai ouvi-lo falar com você mais vezes.

PEÇA! E você receberá: Deus disse peça e você receberá (Mateus 7.7) mas muitas vezes não pedimos. Então quando você pensar sobre isso, apenas faça uma oração rápida, uma oração específica, peça a Deus para revelar-se a você de uma forma diferente nesse dia, ou falar-lhe através da bíblia, ou para ajudá-la a ser apaixonada por Ele. Você vai se surpreender como é simples pedir… =)

Procure por Ele: Muitas vezes, Deus está falando para nós muito mais do que pensamos. Geralmente estamos distraídos demais para ver isso. Eu ía em um colégio com 4.000 estudantes. Então, andando pelos corredores havia muitas pessoas que eu não observava. Um desses foi um cara que eu conheci no primeiro ano. Eu nunca tinha notado ele pelos corredores nos 3 anos que eu havia estudado lá até então. Mas quando cheguei a conhecê-lo, eu desenvolvi uma paixão por ele. Tão logo eu comecei a gostar dele, eu comecei a vê-lo pelos corredores o tempo todo! Isso porque eu procurava por ele agora. O mesmo é verdade com Deus. Muistas vezes ele está tentando falar conosco mas não percebemos porque estamos apaixonadas por outro e distraídas. Durante o seu dia, direcione sua atenção para Deus. Se você tem um relógio que emite um sinal sonoro a cada hora, use o som como um lembrete que Deus quer falar com você. Cada hora que você ouvir esse som, peça a Deus para falar com você e lembre-o que você deseja ouvi-lo. Use qualquer meio que possa levá-la a manter o foco sobre Ele durante o dia e você vai se surpreender com as maneiras que Ele vai falar com você.

Esses são apenas alguns caminhos que eu encontrei que realmente me ajudam a me conectar com o Senhor de uma forma profunda e Ele providencia avenidas para que eu seja apaixonada por Ele. Mas esses não são os únicos caminhos! Eu tenho amigos que pintam, escrevem poesias ou escrevem músicas para se conectarem com Deus e eu conheço meninas que sentam lá fora para estudar a sua criação. Seja criativo e encontre uma maneira que você possa se conectar com Deus e encontre maneiraas de aprofundar o seu amor por Ele.

Por Kelly Needham.

Título Original: ”My first love – parte 3 of 4″
Tradução e adaptação:  @juhgalhardo
Texto retirado do blog Confissões de Psicóloga.


“Senhor concede-nos a paz, porque todas as nossas obras tu as fazes por nós.” Isaías 26.12

Tem situações na nossa vida que não precisamos de dinheiro precisamos de um milagre, não precisamos de uma cura precisamos de milagre, não precisamos de soluções ou mudanças, precisamos de MILAGRE!

Quando alguém fala pra mim: Nossa que problema! Eu respondo: Problema? Onde? Eu não tenho problema eu tenho solução! E logo em seguida começo a rir! Mas a verdade é que a fé é loucura para os que não creem e escudo para os que creem. Cantamos que o milagre é um detalhe para Deus, mas nos desesperamos diante dos problemas. 

Durante as nossas lutas a paz é nosso maior tesouro. Um dos versículos que mais aprecio na bíblia diz: Aquietai-vos e sabeis que EU SOU DEUS! (Salmo 46:10) Quando as dúvidas parecerem se multiplicar tanto quanto os juros do cartão de crédito, quando o medo bater a sua porta e dizer que não tem mais jeito, sua fé esmorecer e suas forças faltarem... lembre-se que o mal pode tentar te derrubar mas tudo que ele conseguirá é te deixar de joelhos! 

Declare a Palavra, abençoe sua vida, abençoe a área da tua dificuldade diga que você pode, diga que você conseguirá, diga que todos verão a tua história mudar! Faça da Palavra de Deus um escudo contra todas as incertezas e tenha a paz que excede todo o entendimento. Mesmo que tudo diga não você tem um sim e um amém daquele que realmente pode mudar toda história, ainda dúvida? Volte ao versículo inicial. Leia, sussurre, grite, repita quantas vezes forem necessárias até que você acredite!

Com amor,
Sabrina S. Pinto.


Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. (Filipenses 4:6-7)

Quantas são as coisas que acontecem no nosso dia a dia que roubam a nossa paz. Às vezes somos nós mesmas que não cumprimos o que tínhamos que fazer com urgência e isso nos deixa aflitas, inquietas... então, a melhor solução pra tudo isso é orar a Deus logo pela manhã.

Pedir a ajuda de Jesus para cumprir nossos compromissos e que tudo corra bem no nosso trabalho e família já resolve muito quando confiamos que Ele tem poder pra agir, e mesmo que algo aconteça para nos tirar de Sua Paz, basta tomarmos novamente a iniciativa de entregar nossos problemas e fraquezas a Ele, ler a Bíblia, agradecê-Lo e louvá-Lo, que de repente tudo se torna diferente! O Senhor vem ao nosso encontro e muda a nossa mente e nossos sentimentos trazendo a Sua paz, que excede todo o nosso entendimento, ou seja, ficamos sem entender como aquilo que estava nos deixando tão nervosas e preocupadas parou de nos afligir.

Experimente buscar a sua tranquilidade em Deus todos os dias, pois Ele é a nossa fonte de paz, sabedoria e força para vencer as nossas debilidades e é Poderoso para mudar toda situação contrária. Enfim, seja feliz no Senhor! (Filipenses 4:4)

Um grande abraço,
Juliane Vieira.


São 1:12 da manhã e depois de um dia super agitado com  2 treinamentos de vendas e de liderança, ter uma conversa super esclarecedora e de amadurecimento, me vi ajudando uma amiga que não conseguia dormir.

Lembro de quantas vezes eu passei noites em claro, chorando, triste, com medo, decepcionada, depressiva e em algumas mais sombrias desejei até morrer. De repente bate a sensação: qual o sentido da vida? Mas quer saber? Eu penso que o sentido da vida é viver! Viver o melhor que pode com o que se tem hoje, tendo consciência de que a semente de hoje define o fruto de amanhã, sendo assim viva hoje e viva bem, viva feliz viva realizada, satisfeita e segura. E mesmo que zombem do que você crê e daí ? Creia mesmo assim! Para o milagre acontecer só é necessário que um creia: VOCÊ e aí li uma frase: "Os outros não terão outra escolha se não acreditar também!"

Essa amiga estava triste e eu conversei com ela, aconselhei, orei, profetizei sobre sua vida e falei: creia! Haja! Construa! Deus deseja que você seja participante dos milagres! Tenho uma discípula em especial que diz pra mim: eu não devia estar te contando meus problemas você já tem tantos. Eu respondo: devia sim! É por saber que você precisa de mim que tenho forças pra continuar! 

Me alegro cada vez que posso orar e ajudar alguém, me alegro a cada nova amizade que faço, cada vida que Deus me permite tocar e fazer diferença são pérolas preciosas pra mim. Nossa vida só faz sentido quando servimos, quando conseguimos dominar nosso egoísmo, inveja, presunções e rompemos nossos limites. O sentido da vida é crescer! Mas crescemos pra fora por um determinado tempo, depois precisamos crescer eternamente só que agora o crescimento é pra dentro!

Que o Senhor faça crescer e transbordar o amor que vocês têm uns para com os outros e para com todos, a exemplo do nosso amor por vocês. (1 Tessalonicenses 3:12)

Um abraço,
Sabrina S. Pinto.

“Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.” Apocalipse 2:4-5
Então, agora, o que vamos fazer sobre esta condição que os nossos corações estão?
Primeiro, temos de perceber que, assim como a Igreja de Éfeso, no livro de Apocalipse, nós esquecemos nosso primeiro amor: Jesus. Devemos nos arrepender: desligar aquilo que se tornou desejo do nosso coração e voltar para os braços amorosos do nosso Salvador. O processo é duplo: render o que tomou o lugar de Deus e depois retornar e se apaixonar pela pessoa de Deus: o nosso primeiro amor.

Quantas vezes poderia dizer que esqueci o meu primeiro amor? Demais para contar, com certeza. Até o final do ensino médio e meu primeiro ano de faculdade, eu estava segurando tão firmemente a minha ideia sobre o casamento que era difícil de deixá-la. Tornou-se aquilo que meu coração mais ansiava, acima de tudo. Minha luta para permitir que Deus estivesse no controle dessa área de minha vida não foi fácil. O pensamento de se render a Deus parecia impossível. Eu estava com medo de não estar no controle. Porque nossos corações são tão frágeis, é difícil deixar alguém ter o controle completo.

Você pode se imaginar dizendo a seu pai: “Eu confio em você, e vou me casar com quem o senhor quiser, é só me avisar.” Isso é assustador! Você concordou em passar o resto de sua vida com quem ele escolheu para você! Mas isso é exatamente o que somos convidados a fazer com o nosso Pai Celestial. Somos convidados a confiar Nele acima de nossa própria compreensão (Provérbios 3:5-6). Embora saibamos que o Senhor nos conhece por dentro e por fora (Salmo 139:1-6, 13-16), que Ele sempre foi fiel (Salmo 89:8, 2 Timóteo 2:13), e que Ele faz tudo para o nosso bem (Romanos 8:28), ainda é difícil de abandonar completamente o controle. Mas só porque é difícil ou assustador, não significa que não devemos fazê-lo.

Você não pode pensar em si mesmo como um “controle-freak” (controlador em excesso) em sua vida amorosa, mas você ficaria surpreso. Você já teve uma atitude de “manter os seus olhos abertos para achar o cara certo” ou “esperando e assistindo” o cara certo? Querer controlar não é apenas uma precaução que tomamos para fazer que Deus, com certeza, não se esqueça de revelá-lo para nós? E se nos rendermos completamente, como podemos ter certeza de que Deus vai nos dizer na hora certa? Se pararmos de procurar “o cara”, como é que vamos ouvir a voz de Deus quando Ele nos mostra? É mais fácil confiar naquilo que entendemos sobre nós mesmos, a nossa situação, e outros ao nosso redor do que num Deus que não podemos ver. Mas Ele conhece a parte que nós não vimos ainda. Ele vê a nossa situação em anos de estrada. Ele conhece os segredos profundos os pontos fortes dos caras que nos rodeiam. É por isso que Provérbios 3:5 nos ordena a confiar em Deus com todo o nosso coração e não confiar em nosso próprio entendimento.

O que significa rendermos a nossa própria compreensão e confiar no Senhor com todo o nosso coração? Para mim, isso significava abrir mão de minha lista mental de requisitos de como seria meu marido. Não foi fácil de fazer, de fato, foi um pouco assustador. Eu passei por cada coisa na minha lista e fiz o meu pedido a Ele. É assim que a minha oração ficou: “É, tudo bem se ele não ama a natureza da maneira que eu amo. Tudo bem, se ele não é mais alto que eu”. Cada característica que eu deixava, ficava com medo de que Deus realmente não pudesse dar isso para mim. Mas, depois de deixar minhas expectativas para o meu “futuro marido” aos pés de Jesus, liberando o meu pedido a Ele, eu respondi com “Não importa o que eu quero mais, eu confio em Você, Senhor, não em mim mesmo.” Ao entregar “minha lista” de requisitos, eu percebi que eu não tinha o direito de reivindicar as coisas como se fosse a prioridade. Quem era eu para dizer o que eu não poderia viver sem?

Enquanto que fixava as características de “meu futuro marido”, eu ainda tinha que deixar as minhas expectativas do como a nossa história seria. Pensar como eu iria encontrá-lo, como iríamos começar a namorar, como ele iria me pedir em casamento, etc. Eu costumava sonhar que seríamos melhores amigos por um ano ou dois, então ele iria me convidar para sair e nós nos namoraríamos por um ano e depois ele me pediria em casamento, de uma forma diferente e extravagante, e ficaríamos noivos por cerca de um ano, e depois nos casaríamos logo que nos formássemos na faculdade. Sim, eu tinha pensado sobre tudo. A última coisa que desejava era orar: “Senhor, se você não quer mesmo que eu tenha um marido, então tudo bem. E se o fizer, então você decide como irá trazê-lo, quando e onde quiser. Eu não me importo mais. Tudo que eu quero é você.” Essa declaração: “Eu não me importo mais” foi uma coisa difícil para finalmente ser capaz de dizer verdadeiramente, porque, honestamente, eu me importava muito. Eu olhava para o encontro com meu marido, o sair e se casar com ele muito mais do que eu olhava para o meu futuro crescimento no amor com Jesus. No entanto, ser capaz de dizer: “Eu não me importo mais” foi o início de minha liberdade.

O alívio de finalmente deixar ir foi lindo! Eu estava ajoelhada diante de Deus com os punhos bem fechados, mantendo todas as minhas esperanças e sonhos em relação ao meu futuro marido. Estava tão ansiosa que essas coisas acontecessem, que eu não queria abrir mão delas, temia que se eu as deixasse, não as recuperaria, que nunca iriam acontecer ou que não seria algo tão bom. Mas me permitir abrir mão de tudo o que eu tinha de expectativas era o que precisava para me sentir tão bem e pela primeira vez em muito tempo, cada parte de mim ficou focada no Senhor, sendo preenchido por seu abundante amor sem fim para comigo.

Se nossa atenção está focada em outra coisa, então não podemos viver na plenitude do amor de nosso Criador. Torna-se muito mais difícil de realmente apreciar um belo pôr do sol, se você também está assistindo TV, lendo um livro, e conversando com alguém. Você vai apenas ser capaz de conhecer as glórias que existem nas mudanças das cores vibrantes, os padrões das nuvens, e a brisa suave que delicadamente os move se parar para ver. É a mesma coisa com o nosso Senhor e o amor que Ele tem para nós. Se estivermos constantemente olhando e esperando por algo maior, estamos perdendo aquilo que realmente nos trará alegria. Não podemos desfrutá-lo enquanto estamos também à espera do “homem dos nossos sonhos”. É por isso que é necessário entregar tudo para que possamos descobrir a profundidade do amor de Cristo e realmente nos tornarmos mais apaixonados por Ele.

Algo que eu gostaria de sugerir, se você está tentando entregar isso para Jesus, é fazer uma lista. Anote tudo o que você espera em seu cônjuge: como ele é, como você vai encontrá-lo, etc. Depois, reserve algum tempo para orar por cada item da lista e colocá-la nas mãos de Deus. A definição de entrega é:ceder algo à posse ou ao poder de outro, para desistir ou entregar. Neste tempo, clame sobre estas coisas que você espera. Perceba que não importa se esses sonhos se tornem realidade ou não, nada vai ser tão grande quanto o amor que você encontrará em ser completamente satisfeito no amor de seu Criador. Peça ao Senhor para te trazer para um lugar onde você pode dizer: “Não importa mais”, e ser tão satisfeito com Ele que qualquer outra coisa será naturalmente menos desejável. E crer que Ele pode fazer isso! Ele é fiel para ouvir e responder às nossas orações.

Ele diz em Mateus 7:7: “Pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e será aberto para você”. Honestamente, é simplesmente uma questão de fé e confiança que o nosso Deus, aquele em quem nós confiamos para a nossa salvação, é bom o suficiente, soberano o suficiente e confiável o suficiente, para tomar todas as decisões nesta área da nossa vida. Mas simplesmente entregar isso não é suficiente…

Digamos que você tenha um mau hábito de assistir muita TV. Talvez você gasta cinco horas por dia assistindo seus programas favoritos. Você decidir que quer abrir mão de assistir TV por um tempo, porque você passa muito tempo fazendo isso. Se você acabou de sair de assistir TV, você provavelmente vai encontrar-se entediado, querendo saber o que fazer com todo o seu tempo de sobra. Isso pode te levar a pensar o que está acontecendo em seu programa favorito hoje e voltar a assistir sua TV novamente. Apenas parar de fumar é muito difícil de fazer. Mas se eu optar por gastar seu tempo em outra coisa em seu lugar (ler um livro, ser voluntário em um abrigo, servir no berçário na igreja, ajudar os outros com o dever de casa depois da escola, ou conseguir um emprego) torna-se muito mais fácil passar esse tempo de ociosidade, porque você tem algo mais para se concentrar. Da mesma forma, é difícil simplesmente entregar algo que tem consumido muito do nosso tempo e energia e pensamentos sem substituí-la com outra coisa. Se nós deixamos o nosso Criador e Salvador, o nosso primeiro amor, e simplesmente desistir do que nós colocamos no seu lugar não é suficiente. Precisamos entregar tudo, e então voltar ao nosso primeiro amor.

Por Kelly Needham.

Leia também a 1ª Parte que postamos semana passada - Esperando em Deus

Título Original: ”My first love parte 2″ extraído do blog pessoal: http://kellyneedham.wordpress.com/2010/05/05/my-first-love-part-2-of-4/
Tradução e adaptação: Aline Z. e Julyana G.
Texto retirado do blog Confissões de Psicóloga.


O post de hoje é direcionado aos pais que, mesmo sem ter a intenção, cometem erros vitais na formação de seus filhos, me causa dor ver pais xingando seus filhos de pestinhas, chatos, enjoados ou liberando tantas outras palavras de maldição como: não tem jeito, ele não tem responsabilidade... Leia com carinho e repasse para que nossas crianças cresçam saudáveis na alma como o nosso Salvador, cuja a bíblia relata que "crescia em graça e conhecimento" (Lucas 2:52)

 Pediatra lista 10 coisas que não devemos dizer para as crianças. 

Vale a pena ler, já que isso pode influenciar (e muito!) na personalidade delas.

1 – Não rotule seu filho de pestinha, chato, lerdo ou outro adjetivo agressivo, mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.

2 – Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade que os pais querem construir com os filhos.

3 – Não pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

4 – Não mande a criança parar de chorar. Se for o caso, pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.

5 – Não diga que a injeção não vai doer, porque você sabe que vai doer. A menos que seja gotinha, diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não engane.

6 – Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras de baixo calão que ouvir.

7 – Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros na troca de letras pode inibir o desenvolvimento saudável.

8 – Não diga mentiras. Todos os comportamentos dos pais são aprendidos pelos filhos e servem de espelho.

9 – Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças têm dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e leve-o para a cama, fazendo companhia até dormir.

10 – Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.

FONTE: 
http://itodas.uol.com.br/mae/o-que-nao-se-deve-falar-para-as-criancas/


Tenha um ótimo final de semana!
Sabrina S. Pinto


O assunto de hoje é organização! Gostei muito desse post sobre organizar os looks da semana inteira, achei bem legal e prático, estou tentando cumprir direitinho a dica, aliás estou amando o blog todinho e super recomendo. Estou ficando mais organizada e praticando o desapego, desentulhando as coisas de casa e levando tudo pro bazar da igreja, está sendo uma ótima experiência.

Li um dia desses numa revista que as pessoas que tem dificuldade de se desfazer de objetos também tem dificuldades de esquecer os ciclos que passaram na sua vida, remoendo passado, acalentando lembranças sem permitir que as mesmas se vão, e que a atitude simples de se desfazer de coisas que você não precisa mais é uma mensagem de que na vida coisas se vão e dão lugar às novas!!! Então que venha o novo!

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. (2 Coríntios 5:17)

Acesse o blog Vida Organizada, da Thais Godinho, lá tem ótimas dicas de organização!
Post sobre looks da semana inteira: http://migre.me/fDxdD

Com amor,
Sabrina S. Pinto.


Um dia desses uma leitora entrou em contato conosco com a dúvida de como continuar amando quando uma pessoa faz algo ruim que nos entristece. Nem sempre é fácil amar, mas amar o próximo não é uma opção, é um mandamento: E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes. (Marcos 12:31)

Veja, Deus não diz pra gente amar o próximo se ele faz tudo que nós gostamos e queremos, se ele é legal, nos ama ou coisa assim... ou seja, é para amarmos independente de suas falhas. Complicado né? É sim... quantas vezes me pego orando a Deus para lutar com os meus maus pensamentos e atitudes: "Jesus me dê mais amor por tais pessoas, porque minha vontade é de brigar com elas, desprezá-las e mantê-las o mais distante possível de mim"! E aí SENHOR tem me ensinado que amar é uma decisão, então por mais que eu sinta vontade de não amar, eu escolho amar e assim minhas atitudes mudam.

Porém não adianta mudar o comportamento pela própria força, porque não dá certo... é preciso se encher de Deus pra conseguirmos amar de verdade, sendo assim, quanto mais próxima ficamos de Deus, mais fácil é tratar bem quem faz algo que nos desagrada.

Então, leia mais Bíblia, ouça mais a Palavra de Deus (cultos),  lute (oração) e jejue para que o Senhor dê um basta nessa sua aflição, tenha o hábito de conversar com Jesus, faça amizades com mulheres de Deus, louve a Deus e ouça louvores que aumente sua fé de que Deus é fiel para mudar essa situação e seja grata ao Senhor, pois a pesar das lutas elas tem colaborado pra você crescer espiritualmente e como pessoa.

Tenha fé em Jesus, pois Ele tem poder para mudar toda situação ruim em nossas vidas! Pare de querer que o outro mude falando isso pra ele, brigando ou até mesmo desprezando, apenas ore e busque a mudança que Deus quer fazer em VOCÊ primeiro, pois você sim pode fazer muito por você mesma através de suas escolhas e como consequência você verá o seu ambiente mudado.

Saiba que Jesus te ama muito, está ao seu lado e quer te ajudar a passar por este momento bem e feliz... a justiça dEle não falha, com isso tenha a certeza que você terá dupla honra (Isaías 61:7) e Ele tem recolhido suas lágrimas (Salmo 56:8) e irá recompensá-la com momentos de muita alegria! (Salmo 126:6) Persevere no AMOR que Ele te ajudará. (I João 4:16)

Por fim deixo o texto de 1 Coríntios 13:7 sobre o amor:

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Leia aqui também o texto completo: 1 Coríntios 13.

Com amor,
Juliane Vieira.

“Porque eu bem sei que pensamentos  tenho a vosso respeito, diz o senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais”. (Jeremias 29:11)

Posso confiar nos planos de Deus. Eles são maravilhosos e perfeitos, ainda que no primeiro momento não me pareçam assim. Procurar saber a vontade de Deus e sujeitar-se a Ele sempre será a decisão correta. 

Ainda que o mundo nos diga que devemos ser independentes, a prática mostrará que é melhor ouvir Deus. Ele conhece todas as COISAS  e sabe o que nos fará bem. Ele sabe onde estão as armadilhas e a oposição das trevas. 

Sujeitai-vos, pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. (Tiago 4:7) Procure ouvir constantemente a voz de Deus em sua palavra. Assim você obterá sucesso em seus projetos e a benção de Deus estará sobre a sua vida, além da oposição do diabo não ser mais problema. 

Beijos,
Sabrina S. Pinto.

Quando alguém faz algo que causa vergonha para si mesma ou para outra pessoa é exatamente isso que pensamos ou falamos: Que vexame! Refletindo sobre isso poderia pontuar aqui alguns dos vexames que já passei, mas não farei isso, já basta ter vivido, comentar já é demais! Rs. Brincadeira, a verdade é que Deus me encoraja a esquecê-los por isso evito falar e também de nada adiantaria dizer.

Com certeza você também já se sentiu envergonhada por uma atitude, decisão que tomou ou por uma situação que fugiu ao seu controle.  Tudo bem, também não precisa falar sobre isso, mas estou aqui para ajuda-la a superar a dor que a vergonha tem trazido ao seu coração.

Quem sabe você falhou na forma de tratar alguém, nas suas escolhas, por falta de atenção, por impaciência, por uma mentira... enfim, por diversos motivos você pode ter ficado constrangida quando o problema veio à tona! Os resultados normalmente são as críticas e comentários por todos os lados “Você não deveria ter feito isso”, “Bem que eu te falei”, “Como você não viu que isso iria acontecer?”, “Você agiu dessa forma, porque é uma boba e imatura!”, “Você mereceu que isso acontecesse mesmo!”, “Você precisa ser mais confiante, melhor nisso ou naquilo”, “Você é desastrada, mentirosa, cruel, entre outros adjetivos depreciativos”, “Você nunca vai conseguir mesmo”... nessas horas dificilmente encontramos alguém que nos traga uma palavra que nos ajude a enxergar que tudo ficará bem, mesmo que tenhamos fracassado.

Mas Deus tem uma palavra especial para você: "Em lugar da sua vergonha, você terá dupla honra e ao invés da humilhação, você se regozijará em sua herança; pois herdará porção dupla em sua terra, e terá alegria eterna." (Isaías 61:7)

Enquanto todos à sua volta te levam a se sentir uma condenada aos fracassos, Jesus diz para você confiar nEle e o buscar, pois Ele é fiel para trazer não só a honra, mas a DUPLA HONRA de tudo aquilo que tem sido um vexame na sua história! Pare de se preocupar com o que dizem e o que pensam ao seu respeito que tem te feito sentir “a pior das piores” e ouça a voz de Deus, Ele não te condena, Ele quer que você esteja perto dEle para que Ele possa te ajudar a superar tudo isso e cumprir a Sua promessa, que está em Isaías 61:7 e muitas outras!

Com amor,
Juliane Vieira.


Um dos assuntos que mais estão na minha lista de orações é o amor. Sempre peço a Deus para me ensinar a amar as pessoas da maneira como Ele ama, a Ele como Ele gosta e quer ser amado e para que eu compreenda a dimensão do amor dEle por mim e possa viver a plenitude desse amor. Ser tão amada por Deus e não saber o poder que tem esse amor é desperdício.

Meditando na palavra de Deus encontrei no capítulo 31 de Jeremias, versículos 35 e 36,  um exemplo do quanto somos preciosas para Deus:

Assim diz o Senhor, aquele que designou o sol para brilhar de dia, que decretou que a lua e as estrelas brilhem de noite, que agita o mar para que as suas ondas rujam; o seu nome é o Senhor dos Exércitos:
"Somente se esses decretos desaparecerem de diante de mim", declara o Senhor, "deixarão os descendentes de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre".


Enquanto houver dia e enquanto houver noite Deus continua o mesmo, Ele não mudou, eu e você somos o Israel de Deus! Somos amadas, protegidas, cuidadas e defendidas pelo TODO-PODEROSO! Descanse nesse amor, desfrute desse amor, viva na certeza desse amor.

Quero deixar uma canção de criança que fala um pouco do tamanho do amor de Deus por nós e nos faz refletir que debaixo de um amor assim só há uma certeza: Vai dar tudo certo!


Letra:

Jesus deixou toda Sua glória,
Veio ao mundo como homem pra nos salvar!
Viveu aqui e conheceu nossas dores,
Mas tudo Ele sofreu e venceu em nosso lugar

Pra nos mostrar que o criador, o único Deus,
Nos ama e deseja restaurar.
Seu perdão vai além dos céus,
Nenhum monte é tão alto,
Nenhum vale tão profundo como o amor do nosso Deus!

Grande, tão grande, alto, tão alto!
Fundo, profundo, é maior que o mundo
Mas é pequeno, cabe lá dentro
Do coração de quem se entrega ao Salvador.

Jesus deixou...

Grande, tão grande, alto, tão alto!
Fundo, profundo, é maior que o mundo,
Mas é pequeno, cabe lá dentro
Do coração de quem se entrega ao Salvador.

Você também, meu amigo,
Precisa abrir o seu coração
E receber o amor de Deus,
Se entregando a Jesus.

Grande, tão grande, alto, tão alto! 
Fundo, profundo, é maior que o mundo, 
Mas é pequeno, cabe lá dentro
Do coração de quem se entrega ao Salvador. 

Grande, tão grande, alto, tão alto! 
Fundo, profundo, é maior que o mundo, 
Mas é pequeno, cabe lá dentro
Do coração de quem se entrega ao Salvador. 

Seu perdão vai além dos céus,
Nenhum monte é tão alto,
Nenhum vale tão profundo como o amor do nosso Deus!




No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor. (1 João 4:18)


Com amor,
Sabrina S. Pinto.


Como a maioria das meninas cristãs, como eu, estava esperando em Deus para que Ele me trouxesse meu marido, meu homem perfeito. (Claro que ele não seria perfeito, mas quase perfeito, pelo menos para mim.) Alguns caras legais entravam e saíam da minha vida até o ensino médio e na faculdade e eu achava que alguns deles realmente eram o que eu estava esperando.

Era geralmente a mesma história: eu gostava do cara, passava um tempo analisando se ele poderia ser “O cara”, tinha muitas conversas ao telefone com ele e, normalmente, fui a alguns encontros. Em algum momento na relação (algumas semanas ou até alguns meses) eu percebia que ele não poderia ser o que eu estava esperando e depois terminava o relacionamento. Este ciclo foi lamentável e decepcionante.

Finalmente, em setembro de 2005, Deus revelou o erro na minha atitude de esperar em Deus pelo meu marido.

“Estou esperando em Deus para me trazer o meu marido.”

Há algo de errado com esta afirmação? Pode até não parecer bem assim. É bom e direito esperar o tempo de Deus sobre o casamento e namoro em vez de tentar fazer as coisas à nossa maneira. Mas se essa é a única coisa que nós estamos esperando, nós temos uma perspectiva errada.

Imagine o seguinte: Você está em um restaurante e acaba de pedir uma pizza. Um amigo entra e se senta com você e pergunta: “O que você está fazendo?” E você responde: “Estou esperando o garçom me trazer a minha pizza.” (Será que essa frase soa familiar?)

Neste exemplo, você não tem muita consideração para o garçom. O garçom é apenas o veículo através do qual você recebe o que você realmente quer: a sua pizza. Você não está esperando o garçom vir e sentar e conversar com você, mas para simplesmente entregar a pizza.

“Estou esperando em Deus para me trazer o meu marido.” O que te motiva mais: ​​Jesus ou o seu futuro marido?

Deus nunca foi projetado para ser simplesmente o meio para recebermos as coisas. Ele nunca foi destinado a ser o nosso garçom, mas para ser o nosso TUDO! Eu tinha substituído a busca apaixonada de conhecê-Lo com a busca de uma relação supostamente mais apaixonada do mundo. Eu tinha colocado um outro “deus” diante do Senhor; eu tinha criado um ídolo.

Em Oséias 2:16 e 20, Deus fala ao seu povo dizendo: “Naquele dia”, declara o Senhor, “você me chamará ‘meu marido’; não me chamará mais ‘meu senhor”… Eu me casarei com você com fidelidade, e você reconhecerá o Senhor.”

Uma das razões mais comuns que nós, como mulheres cristãs, investimos nosso coração para o casamento e os relacionamentos mais do que a Deus é porque não sabemos como amar a Deus. Nós somos ensinadas a obedecer e agradar a Deus (como chamá-lo de “mestre”), mas não sabemos como crescer em nosso amor por Ele e afundar ainda mais no amor com o caráter de nosso Criador (como chamá-lo “marido”).

Considere esta analogia:

David e Jessica namoram há alguns meses e a maioria dos seus amigos comentam sobre como são um casal bonito. Eles são vistos com freqüência no café local ou para comer juntos em uma noite de sexta-feira. O local que eles mais freqüentam é a praia para ver o pôr do sol. Eles passam o tempo de caminhada ao longo da costa, de mãos dadas, e apreciando o pôr do sol em silêncio.

O problema é que Jessica gasta este tempo na praia pensando sobre o John, um cara da sua turma da escola. Ela lembra o que ele disse a ela naquele dia, do jeito como ele a olhou, e quão doce ele era por ficar até mais tarde para ajudar seu amigo com a lição de casa Ela já está pensando sobre o que vai vestir amanhã para que chame a atenção dele quando se encontrarem.

Isso não é justo para David, seu namorado. Isso é infidelidade e luxúria emocional. Pode parecer que ela ama David, porque ela faz todas as coisas certas que alguém faria quando se ama, mas seu coração está em outra pessoa.

Isto é exatamente o que muitos de nós temos feito em nosso relacionamento com Deus! Sabemos como parecer apaixonadas por Deus: nós falamos sobre Ele com os outros, lemos Sua Palavra, assistimos os estudos bíblicos e nos esforçamos arduamente para aprender mais sobre Ele, mas nosso coração está em outra coisa.

Nós fomos criados para estar em um relacionamento apaixonado, consumidor, e amoroso; é por isso que nossos corações investem muito nisso. Então, quando nós não temos esse relacionamento satisfatório em relação à Deus, nós naturalmente procuramos por Ele em outras coisas: geralmente em um relacionamento aqui na terra.

Esta é uma situação terrível, porque o nosso maior mandamento é “amar o Senhor teu Deus com todo seu coração, toda sua mente, toda a tua alma, e todas as tuas forças” (Mc 12:29-30)!
Não simplesmente para colocar Deus em primeiro lugar em suas atividades diárias, mas AMÁ-LO apaixonadamente!

O que significa amar alguém com todo seu coração? Para amar alguém com toda a sua intelectualidade? Para amar alguém com todo o seu ser? Com toda a força que você tem dentro de você?  Somente o amor apaixonado!

Infelizmente, eu descobri que a maioria das meninas com quem eu falo nunca tiveram esse tipo de amor à Deus. Elas sabem como agradar a Deus, como fazer as coisas que Ele quer que elas façam, e até parece que elas são apaixonadas por Ele, mas seu coração está em algo que elas percebem ser mais apaixonadas. Precisamos nos arrepender e entregar esse ídolo que fizemos.

Por Kelly Needham.

Título Original: ”My first love parte 1″ extraído do blog pessoal: http://kellyneedham.wordpress.com/2010/05/01/74/
Tradução e adaptação: Aline Z. e Julyana G.
Texto retirado do blog Confissões de Psicóloga.


Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios... (Salmo 141:3)

Esta foi uma oração de Davi, um pedido carregado de sabedoria, pois quando vigiamos a nossa língua abraçamos a sabedoria. Pense em quantas situações tristes você já viveu porque não guardou a sua língua?

Muitas vezes, em que eu fui ao médico, um dos primeiros exames realizados foi o seguinte: “bota a língua pra fora” e logo após realizar o exame, vinha à conclusão: você está com faringite ou uma pequena inflamação na garganta. E partir dali a prescrição dos remédios era dada.

Creio que Deus também examina nossa língua. E infelizmente em muitos é constatado a “linguite aguda” ou “reclamite crônica” o que seriam estas enfermidades?

A “linguite aguda” não é ser difícil de ser diagnosticada. Ela está presente em muitos lugares, na família, no trabalho e infelizmente dentro da própria igreja. Ciúmes, rivalidades, iras, panelinhas,  descontroles, e por aí vai...

Cuidado: a “linguite aguda” é altamente contagiosa, só no céu atingiu a terça parte e não teve cura!  Ela se manifesta da seguinte forma:

Em Gálatas 5:20 Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões...”

I) Inimizades: Falta de amizade; aversão, malquerença.
II) Porfias: Discussão ou contenda de palavras; polêmica, insistência, pertinácia, teima, obstinação, provocações.
III) Emulações: Sentimento de querer ser maior do que o outro, competição, rivalidade, concorrência.
IV) Iras: Cólera, raiva, indignação, desejo de vingança.
V) Pelejas: Briga, contenda, desavença.
VI) Dissensões: Oposição, divergência de opiniões ou de interesses, desinteligência, dissidência.

Outra enfermidade muito comum é a “reclamite crônica” A língua acometida de “reclamite crônica” é aquela que por tudo reclama. SÓ SABE MURMURAR; reclama do salário, reclama do calor, da família, do trânsito, da comida, reclama, reclama, reclama...

O que estas doenças da língua produzem nas pessoas?  Produz o Negativismo. Negativismo produz: Desanimo. Desânimo produz: Incredulidade. Incredulidade produz: Rebeldia. Rebeldia produz: Desobediência.

Como ser curado destas enfermidades?
Bota a língua pra fora e comece a agradecer! Há quanto tempo você não agradece a Deus pelo dom da vida?
Há quanto tempo você não diz ao Senhor obrigado pela casa que você tem, pela sua família, pelo seu trabalho, pela sua igreja, pelo seu pastor, pelo seu carro, pelo ônibus ou trem que você pega todos os dias para ir aos seus afazeres, pelo seu patrão e chefe, pelo alimento que não lhe falta no dia-a-dia, pela saúde, pelas autoridades, pelos seus vizinhos, pelos seus amigos?

Há quanto tempo você não diz ao Senhor que está satisfeito com tudo o que você tem e possui? Olhe a sua volta e veja quantas pessoas que não têm ou possuem o que você tem?

A boca fala do que está cheio o coração (Mateus 12:34). O estado do seu coração é revelado pelo que sua língua fala.

Num período de 30 dias, faça um propósito de não ficar promovendo contendas ou murmurar. E durante estes trinta dias, todos os dias pela manhã, bote a sua língua pra fora e faça a oração que o salmista fez no capitulo 141:3: Põe, ó SENHOR, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios. Fica aqui outra sugestão: A cada uma hora coloque seu celular para despertar e fale uma frase de louvor e adoração ao Senhor, agradecendo por tudo que Ele É e por tudo que você tem.

Um dia abençoado!

Texto retirado do blog do nosso Ap. Alexandre Macedo: http://www.apostoloalexandre.com/